17/10/2019

Twitter diz que políticos não estão acima de regras da plataforma



A rede social Twitter anunciou nesta terça-feira (15/10) que pode remover mensagens de políticos que violarem suas regras e destacou que líderes mundiais não estão isentos do regulamento da plataforma.

"Queremos deixar claro que as contas de líderes mundiais não estão acima de nossas políticas", afirmou o Twitter. Em um comunicado, a plataforma destacou que se reserva o direito de tomar "medidas coercivas" contra tuítes ofensivos, sobretudo aqueles que incluam ameaças de violência ou divulguem informações privadas.

Oposição denuncia Brasil na ONU por torturas no Pará às vésperas da eleição do Conselho de Direitos Humanos



Os 10 deputados federais da bancada do PSOL na Câmara assinaram nesta terça-feira uma carta denunciando o Governo Jair Bolsonaro nas Nações Unidas pelo escândalo de torturas em presídios do Pará. O documento foi endereçado às relatorias especiais da ONU para tortura, mulheres e execução extrajudicial — estruturas que integram o Alto Comissariado para os Direitos Humanos e o Conselho de Direitos Humanos, em Genebra.

Como mudar sua dieta pode proteger o planeta



O dia 16 de outubro marcou o Dia Mundial da Alimentação, data lembrada todos os anos pela FAO, a agência das Nações Unidas para agricultura e alimentação. A data não trata apenas do combate à fome: ela também se concentra em encontrar maneiras de alimentar a humanidade e, ao mesmo tempo, preservar o planeta. É um apelo à ação em todos os setores para tornar dietas saudáveis e sustentáveis mais acessíveis a todos.

Mas como alcançar isso?

Querem nos roubar o melhor do Brasil



Os brasileiros estão vivendo um momento paradoxal. Somos nós, os que vieram de fora, que mais os apreciamos e amamos, e por isso somos os que mais nos surpreendemos, nestes momentos, ao ver que estão com medo de amar e de se amar entre si, porque o ódio substituiu o amor. E da glória ao inferno sempre há apenas um passo.
Fiquei comovido com uma reportagem gráfica publicada pela Folha de S. Paulo sobre o que alguns imigrantes pensam do Brasil.

A operação dos irmãos Bolsonaro para blindar Carlos e um assessor do Planalto na CPI das ‘fake news’



De um vereador do Rio de Janeiro e herdeiro presidencial, o vereador Carlos Bolsonaro, a uma pré-candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Elizabeth Warren. De aliados diretos de Jair Bolsonaro (PSL), como o assessor internacional Filipe Martins e o secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, à ex-presidenta Dilma Rousseff (PT). A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito das Fake News iniciou seus trabalhos há pouco mais de um mês e demonstra que será palco de intenso embate político. De um lado, estão deputados ligados a Bolsonaro, incluindo os dois filhos do presidente no Congresso, que tentam travar a apuração por meio do PSL —tudo isso em meio à guerra interna do partido.

16/10/2019

Estudos apontam que sexo nos deixa mais inteligentes e estimula a memória



Diferentes pesquisas apontam que a atividade sexual impacta de forma positiva tanto na produção de novos neurônios (neurogênese), quanto no hipocampo, área do cérebro responsável pelo desempenho mental na formação de memória a longo prazo. 

Em um estudo da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos,  ratos de meia-idade que tiveram relações sexuais demonstraram um desempenho melhor de suas funções cognitivas.

Por que mais de 70% dos casos de câncer de mama no Brasil são diagnosticados em estágio avançado




O relato é breve:
"Câncer de mama
6 meses esperando biópsia
Agora aguardando consulta com oncologista
Para começar quimioterapia."
No início do ano, a Femama, que reúne 72 entidades filantrópicas que apoiam mulheres com câncer de mama, colocou no ar uma página intitulada "Relatos de Espera", para que pacientes compartilhassem as dificuldades que tiveram para serem diagnosticadas e começarem o tratamento.

Relação entre Brasil e Argentina passará por momento mais difícil em décadas



Em vez de se adaptar à mudança dos ventos políticos na Argentina e adotar um tom mais conciliador, Jair Bolsonaro partiu para o ataque contra Alberto Fernández, que muito provavelmente será o próximo presidente do país vizinho. No dia seguinte à vitória do peronista e de sua vice Cristina Kirchner nas primárias, em agosto, Bolsonaro alertou que o Rio Grande do Sul poderia se tornar uma “nova Roraima” caso o que chamou de “esquerdalha” vencesse o pleito — em referência à chegada de milhares de migrantes venezuelanos ao norte do país. "Bandidos de esquerda começam a voltar ao poder" na Argentina, reiterou o presidente, alguns dias depois.

Má alimentação prejudica uma em cada três crianças no mundo



Um terço das quase 700 milhões de crianças menores de cinco anos no mundo sofre de desnutrição ou excesso de peso, de acordo com um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgado nesta terça-feira (15/10). Como consequência da má alimentação, essas crianças enfrentam problemas de saúde ao longo da vida.

"Se as crianças se alimentam mal, elas vivem mal", afirmou a diretora executiva do Unicef, Henrietta Fore. "Estamos perdendo terreno na luta por dietas saudáveis.

Afro-brasileiras, a "maioria invisível" do mercado nacional



Imagine que você quer vender um produto de consumo ou oferecer um serviço, mas ignora uma parcela de 28% da população. Não porque ela não entre em cogitação como público-alvo para seus produtos, pelo contrário: esses 28% representam um poder aquisitivo concentrado de 16%, ou seja, de um sexto da população. É um grupo populacional que consome bastante, demandando tudo o que se oferece no mercado, de móveis, roupas e carros a voos turísticos e serviços de streaming.

EFEITO BOLSONARO - Auditores fiscais denunciam retrocesso no combate à corrupção



O Brasil pode virar pauta na semana de reuniões do Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (Gafi/Faft), uma espécie de força-tarefa internacional permanente que reúne 39 membros no combate a crimes financeiros. Até a próxima sexta-feira (18/10), membros do Gafi cumprem uma agenda intensa de discussões em Paris.

Em carta ao órgão intergovernamental, o sindicato que reúne mais de 90% dos auditores da Receita Federal brasileira denunciou que, nos últimos meses, está em curso no país uma "ampla desestruturação no sistema de combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao terrorismo".

15/10/2019

Como a corrida mundial pelo processamento de dados pode 'colonizar' o Brasil e outros países?



A crescente diferença entre os países na capacidade de processamento de dados faz com que muitos deles, entre os quais o Brasil, corram o risco de se tornarem vítimas de "colonialismo digital" perante a China e os Estados Unidos, aponta um relatório da Organização das Nações Unidas publicado em setembro. Essas potências lideram os avanços digitais, controlando sozinhas mais de 90% do valor de capitalização de mercado das 70 maiores empresas online do mundo.

Audácia de invasores na Amazônia divide territórios e mantém rotina de assassinatos na floresta



A destruição da Amazônia segue a pleno vapor, apesar dos holofotes nacionais e internacionais em torno do tema, incluindo os do Vaticano, que promove até o fim do mês um encontro sobre o bioma. As áreas com alerta de destruição já somam 7.853,91 quilômetros quadrados, 92% a mais que no mesmo período do ano passado, segundo dados do Deter, o sistema de alertas diário do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Em setembro, 1.447 quilômetros quadrados foram destruídos, 96% a mais em relação ao mesmo mês de 2018, ainda segundo o Deter.

A briga entre EUA e Europa por trás de polêmica sobre Brasil na OCDE



Por trás das polêmicas nas redes sociais sobre o apoio dos Estados Unidos à entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), há uma queda de braço entre americanos e europeus que se arrasta há meses sobre como deve ser o processo de ampliação da entidade, que envolve atualmente seis países. Daí o impasse em relação à candidatura brasileira.

Encontro ultraconservador busca novo fôlego bolsonarista em meio à perda da popularidade



O ambiente às vezes lembra um comício político, às vezes uma pregação religiosa com pitadas de curso de autoajuda, e em outros uma torcida de futebol, como quando o fundo da sala grita com orgulho: “Sou conservador, sou conservador”, “Nossa bandeira jamais será vermelha” e “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”. É a primeira reunião no Brasil da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), importada diretamente dos Estados Unidos por Eduardo Bolsonaro, o caçula dos três filhos políticos do presidente Jair Bolsonaro e aspirante a embaixador em Washington.