15/06/2019

Espionagem traça destinos políticos desde a Antiguidade



 

O general chinês Sun Tzu, famoso por seu livro "A Arte da Guerra", escreveu: "Os líderes brilhantes e os bons generais que consigam ter bons espiões vão ter muitos êxitos".

Roubar cartas, interceptar comunicações, fazer escutas: estes são alguns exemplos de espionagem ao longo da história.

Cientistas descobrem "vírus da estupidez"



Cientistas da Universidade John Hopkins, de Nebraska, descobriram um vírus chamado ATCV-1. Esse vírus ataca o DNA humano e poderia causar nos infectados uma deterioração de sua inteligência, da atividade cerebral, da memória e da capacidade de aprendizagem. E foi por isso que eles o batizaram de “vírus da estupidez”.

Beleza põe mesa?



Muitas pesquisas científicas e comportamentais mostram o quanto a aparência pode enganar: pessoas bonitas podem se dar bem, mesmo sem merecer.
Beleza põe mesa?

Pessoas inteligentes não se apaixonam facilmente



O amor muitas vezes é um sentimento difícil de ser explicado. 

Tendo isto em vista, propomos a você uma reflexão muito interessante que pode fazer com que as coisas sejam vistas a partir de uma perspectiva diferente.
Afinal, por que as pessoas com inteligência acima da média muitas vezes têm dificuldade para encontrar a pessoa certa?

Nossos ancestrais dormiam menos do que nós?




Não é verdade que estamos dormindo menos do que nunca - de acordo com uma nova pesquisa, nossos antepassados já mal fechavam os olhos, quase nunca cochilavam e dormiam bem menos que nós.

Por que estamos todos tão cansados?

A exaustão é mesmo uma enfermidade dos nossos tempos?

Há alguns anos, Anna Katharina Schaffner foi vítima dessa estafa "epidêmica". Começou com uma certa inércia mental e física - um "senso de peso" em tudo o que fazia, como ela define. Até as tarefas mais simples drenavam sua energia, e concentrar-se no trabalho era cada vez mais difícil.
Mesmo quando tentava relaxar, ela se pegava checando e-mails obsessivamente, como se o alívio de suas tensões fosse chegar a qualquer momento pela caixa de entrada. E com o cansaço vinha um senso de desânimo emocional.

14/06/2019

A desconhecida revolta popular armada que barrou o primeiro censo no Brasil, em 1852



A passagem do ano de 1851 para 1852 foi marcada por convulsão e desordem no Império do Brasil. Em diversas vilas e cidades do Nordeste, principalmente em Pernambuco, Alagoas e Paraíba, centenas de pessoas se aglomeraram em frente a prédios públicos para protestar - muitas delas, armadas.
"Tendo nós, pretos e pardos pobres, (recebido) notícia sobre o 'papel da escravidão', que hoje era o competente dia de se ler, desejamos saber se é ou não verdade", disseram os representantes de um grupo de quase 200 pessoas, que havia encurralado o delegado da vila de Pau d'Alho, em Pernambuco, em 1º de janeiro.

Ao apresentar parecer, relator da Previdência exclui capitalização, Estados e municípios da reforma



O relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou nesta quinta-feira seu parecer na comissão especial que analisa a proposta, e excluiu do texto pontos polêmicos, como a capitalização e a inclusão de Estados e municípios nas novas regras.

FARSA JATO - Escândalo no Brasil



As revelações jornalísticas publicadas no Brasil, que questionam a limpeza do processo judicial que levou à prisão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — encarcerado em Curitiba desde abril de 2018 — lançam uma sombra preocupante sobre o rumo que tomou a luta contra a corrupção no país e sobre a própria lisura do processo de eleição presidencial no ano passado.

"Não há acordo com Bolsonaro"



O acordo comercial entre a União Europeia (UE) e o Mercosul é negociado há mais de 20 anos e, em vários momentos, a conclusão das negociações foi anunciada como próxima. Na semana passada, foi a vez de o presidente Jair Bolsonaro e o presidente argentino, Mauricio Macri, garantirem que a assinatura do pacto seria iminente.

“Ficou difícil para a oposição se opor à reforma da Previdência”



Presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, o deputado amazonense Marcelo Ramos, de 45 anos, é uma espécie de camaleão político. Já esteve em dois partidos que fazem oposição ao Governo Jair Bolsonaro (PSL), o PCdoB e o PSB. Trabalhou no Ministério dos Esportes no Governo Lula da Silva, foi vereador, deputado estadual e candidato derrotado à prefeitura de Manaus e ao Governo do Amazonas. Desde que foi eleito deputado federal pelo PL, contudo, decidiu não transitar nos extremos políticos. Afirma querer ser um conciliador em busca de certo protagonismo nacional.

FARSA JATO - Lidar com vazamento será um teste para democracia brasileira



Caros brasileiros,

Esta hashtag me fez estremecer: #deportargreenwald. A palavra "deportar" é pesada e, para ouvidos alemães, a conotação é ainda mais pesada. Pois a deportação dos judeus na Alemanha nazista foi o início do Holocausto. A partir de 1942, judeus foram deportados para campos de concentração e guetos para serem sistematicamente assassinados.