07/05/2016

Coluna do Paulo Roberto - Blitz ou Bloqueio Policial




Caros (as) leitores (as), hoje em nossa tradicional coluna iremos tratar de um assunto de extrema importância no contexto da Segurança Pública, as chamadas Blitz ou Bloqueios Policiais.
Cabe ressaltar que esse tipo de operação policial tem o intuito de fiscalização, prevenção e repressão de diversos tipos de crimes; nos bloqueios policiais de fiscalização, via de regra, são verificados os documentos dos veículos e das pessoas que os conduzem.

Durante esse procedimento os policiais atestam autenticidades da documentação apresentada e verificam se existe algum tipo de restrição para circulação do veículo e se a Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão para Dirigir está em dia, quanto à validade e número de pontos.
Caso exista fundada suspeita por parte dos policiais, pode ainda ocorrer uma checagem criminal da situação dos ocupantes do veículo, além de uma verificação minuciosa nos sinais identificadores do automóvel, moto ou caminhão.
Quanto às operações de prevenção e repressão elas podem ocorrer em regiões predeterminadas, pelo mapa do crime, que através de análise de dados mensura as rotas ou localidades com maior número de ocorrências de delitos, são nesses pontos que normalmente as blitz policiais ocorrem e obtém êxito em efetuar a prisão de criminosos, apreensão de armas e drogas, recuperação de carros furtados e roubados, dentre outros.
Por esta razão, o cidadão de bem quando se deparar com um bloqueio policial deve reduzir a velocidade e obedecer às ordens e comandos emanados pela polícia, deve-se evitar qualquer conduta que demonstre perigo aos policiais, como movimentos bruscos, por exemplo. Respeite os agentes de polícia e responda apenas o que lhe for perguntado.
Após passar ou ser liberado do bloqueio policial, evite sinalizar para os veículos que transitam em sentido contrário, pois muitas vezes você pode estar avisando um criminoso da ocorrência da blitz, frustrando o trabalho policial e prejudicando a Segurança Pública, mantendo criminosos nas ruas na posse de armas, drogas e carros furtados ou roubados.
Com o advento da tecnologia, whatsapp e redes sociais tornaram-se comuns algumas pessoas informarem pela internet os locais onde está tendo a ocorrência do bloqueio policial, o que acaba surtindo efeito negativo no combate a criminalidade e atrapalhando o bom desempenho da atividade da polícia.
Diante de tal situação o Poder Legislativo já estuda a proposta de criação de leis para tipificar, ou seja, tornar crime essa conduta das pessoas que se utilizam da internet e redes sociais, para informar os locais onde estão ocorrendo os bloqueios policiais. Hoje grande parte das instituições de segurança pública já realiza um monitoramento nas redes sociais dos programas e pessoas que realizam essa conduta que favorecem criminosos.
Lembrem-se, as blitz’s são mecanismos eficientes de inibição, combate e diminuição da criminalidade, por isso ao se deparar com esse procedimento policial, siga as instruções e ordens dos agentes de segurança e tenha a certeza de que com a sua colaboração construiremos uma segurança pública eficiente e de qualidade.
Uma ótima semana a todos!

Paulo Roberto Jesus Santos


Blog:
email:
prsantos.pc@gmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário