25/06/2016

Germofobia (Misofobia) - conheça mais sobre esta doença



A Misofobia é um termo usado para descrever o medo patológico do contato com a sujeira, evitar contaminação e germes. Alguém que tem tal medo muitas vezes é tratado como um "misofóbico". O termo foi introduzido por William A. Hammond em 1879 descrevendo um caso de transtorno obsessivo-compulsivo em lavar frequentemente as mãos.

Esta fobia é às vezes mencionada como Germofobia (ou germafobia), uma combinação de germe e fobia para significar o medo de germes, bem como bacilofobia e bacterofobia.

A Misofobia esteve por muito tempo confundida e relacionada a TOC(Transtorno Obsessivo Compulsivo) ou lavagem de mãos de alguém. Contudo, Harry Stack Sullivan, um psicólogo americano e psicanalista, observa que enquanto o medo da sujeira é a base da compulsão de uma pessoa com esta espécie de TOC, o seu estado mental não é sobre germes; em vez disso, esta pessoa sente que as mãos devem ser lavadas.
Vários indivíduos bem conhecidos sofreram desta desordem, inclusive Howie Mandel, Cameron Diaz, Howard Hughes e Nikola Tesla. Além de personagens fictícios como Sheldon Cooper da série de TV The Big Bang Theory, o personagem Adrian Monk, da série de TV Monk e a personagem Emma Pillsbury da série de TV Glee.
Germofobia (Misofobia) não é contagiosa.
Pessoas com Germofobia (Misofobia) tem vários estágios da doença, normalmente evitam contatos sociais(pessoas sujinhas, ônibus, banheiros públicos, feiras...) pelo receio de infecção ou contaminação por germes, pela falta de higiene do local.
Todo mundo já deve ter passado por alguma situação digna de um germofóbico (misofóbico) em algum momento de sua vida. O preconceito, a incompreensão e o descaso afetam ainda mais os portadores desta doença, pois os mesmos são muitas vezes motivos de piadas e chacotas pela sua condição.
Muitos procuram esconder das demais pessoas sua doença, pelo mero receio das retaliações acima mencionadas.
Germofobia não tem cura, mas pode ser controlada pelo seu portador, com muita educação comportamental e comentando com pessoas próximas a sua condição.
Se existe um lado bom para os portadores desta doença, deve ser com  certeza o seu extremo asseio, limpeza, sistema imunológico mais resistente, perfeccionismo e um intelecto acima do comum. Normalmente são pessoas com capacidade intelectual elevadíssima.
Os portadores de Germofobia (Misofobia) sofrem muito com sua condição, pois na maioria das vezes se excluem de muitas coisas para não serem alvos de qualquer tipo de preconceito à sua condição.
Se você conhece algum portador de Germofobia (Misofobia), lembre-se de simplesmente aceitá-lo como ele é, já é um grande passo para o controle dos estágios desta doença. Ela não tem cura, mas pode ser controlada com o passar do tempo.
Uma última dica, nunca ofereça algo que esteja comendo, ou peça um pedaço de algo que um portador de Germofobia (Misofobia) esteja comendo, é terrível para ele(a) tal situação, por causa de sua condição, pode ter certeza que sempre que ele estiver se alimentando, lhe oferecerá um outro alimento igual, para não passar por tal constrangimento.
Veja em vídeo alguns exemplos de portadores desta doença:










Nenhum comentário:

Postar um comentário