02/08/2017

Cientista desvenda a origem do Wow!, a maior evidência de vida alienígena



Em 1977, mais exatamente no dia 15 de agosto, um estranho fenômeno foi detectado por um radiotelescópio da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, dentro do projeto SETI, que explorava o céu em busca de sinais de vida inteligente alienígena.

Na época, foi registrado um sinal extraordinariamente poderoso, que durou 72 segundos, até desaparecer para sempre. Jerry Ehman, o operador de plantão, não conseguia abandonar seu espanto e desenhou um círculo vermelho em volta dos números que refletiam as medições com a legenda Wow!.

Desde então, o fenômeno detectado seria lembrado como “o sinal Wow!” - a maior evidência científica até o momento de uma suposta vida extraterrestre. O acontecimento foi amplamente discutido pelos cientistas ao longo desse tempo e em todo o mundo.

Agora, ficamos sabendo dos resultados de um estudo iniciado em 2016 pelo astrônomo Antonio Paris, que há muito tempo suspeitava que as medições do sinal Wow! não tinham a ver com civilizações alienígenas.

De fato, ele parece ter provado sua teoria, ao descobrir que o cometa 266P/Christensen, o que visitou as proximidades da Terra também em 1977 emite exatamente o mesmo sinal captado pelo radiotelescópio do projeto SETI.

Aproveitando o ciclo de sete anos, que é o tempo transcorrido até que o cometa se aproxime novamente da Terra, Paris mediu os sinais emitidos e descobriu que são idênticos ao Wow!.


infobae
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário