21/09/2017

O que causou a maior extinção em massa da história?




Extinção ocorreu há 252 milhões de anos, quando 95% das espécies marinhas e 70% dos animais terrestres desapareceram, colocando fim ao período Permiano.
Agora, um modelo criado em um computador permitiu que se descobrisse a causa desse desastre natural.De acordo com os resultados do estudo, publicado na revista Nature, o fenômeno que desencadeou os eventos que levaram à extinção em massa estava relacionado a uma formação de rochas ígneas intrusivas, conhecidas como “soleiras”.
Isso significa que o calor extremo gerado pela formação das soleiras teria causado uma liberação em massa de grandes quantidades de gases de efeito estufa, os quais, posteriormente, provocariam a extinção inevitável de grande parte da vida planetária.

A criação de um modelo computacional, que incluiu o processamento de variáveis como o magmatismo, a mudança climática e a extinção, permitiu que fossem determinadas as causas dessa catástrofe de proporções inimagináveis.

Os resultados revelaram que a extinção não ocorreu por causa dos fluxos de lava, como se imaginava, mas porque “houve um subintervalo de magmatismo que desencadeou a sequência de eventos que levaram à extinção em massa”, diz o estudo.

O magma é capaz de formar a rocha ígnea de duas maneiras: por extrusão, quando há erupção através de crateras e fendas da crosta terrestre; ou por intrusão, quando ele é filtrado entre as formações rochosas existentes, sem alcançar a superfície, como no caso das soleiras.

“Nosso modelo de estudo associa o início da extinção ao estalo inicial do deslocamento das rochas incandescentes e representa um momento crítico na evolução da vida na Terra”, conclui a pesquisa.


infobae
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário