26/10/2017

Brasil ocupa 14º lugar em ranking de passaportes mais aceitos no mundo



O passaporte brasileiro é o "mais poderoso" da América Latina e Caribe e fica no 14º lugar no mundo, segundo a consultoria internacional Arton Capital.
O ranking Passaport Index é feito com base nas restrições a cidadãos de cada nacionalidade e o número de países nos quais é possível entrarem sem visto - como muitas das posições são ocupadas por vários países, há mais do que 13 países à frente do Brasil na lista mundial.
Quem possui um passaporte brasileiro tem acesso livre a 144 países sem ter de apresentar um visto, mais do que os 143 países alcançados pelos passaportes da Argentina e do Chile, que estão em 15º na lista.
Em primeiro, como o "mais poderoso do mundo", está pela primeira vez um passaporte asiático: o de Cingapura, uma pequena nação do sudeste do continente.
Com acesso sem visto a 159 países, superou o passaporte alemão, que está agora em segundo, com 158 países.
Cingapura obteve esse feito graças ao Paraguai - o país sul-americano deu fim às restrições que impunha ao 5,6 milhões de cingapurianos.
"É um efeito das relações diplomáticas inclusivas aplicadas por Cingapura e pela eficácia de sua política internacional", disse em um comunicado Philippe May, diretor da Arton Capital na nação asiática.

Em terceiro, estão a Coreia do Sul e a Suécia, com acesso a 157 países sem necessidade de visto, enquanto o Afeganistão ficou novamente em último no ranking, com apenas 22 nações permitindo que seus cidadãos entrem livremente.
Enquanto Cingapura subiu, os Estados Unidos caiu no ranking, ocupando atualmente a sexta posição.
Segundo a Arton Capital, as novas políticas migratórias do presidente Donald Trump, em especial seu veto a imigrantes de sete países de maioria muçulmana, fez com que nações como Turquia e a República Centro-Africana a revogarem o acesso livre para americanos, fazendo seu passaporte perder posições desde que ele assumiu o cargo.


BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário