14/10/2017

Decifrada a 'carta do diabo', manifesto escrito por uma freira 'possuída' no século XVII



Uma equipe de pesquisadores do Ludum Science Center, na Itália, decifrou recentemente a “Carta do Diabo”, um texto escrito em um estranho dialeto por uma freira supostamente possuída pelo demônio, em 1676.

Isabella Tomasi vivia como freira no convento siciliano de Palma di Montechiaro. Certa manhã, ela acordou coberta de tinta e encontrou uma série de cartas escritas em código. A freira afirmou que elas haviam sido escritas durante uma possessão diabólica. Dos 15 textos originais, sobrou apenas um, mas seu conteúdo ainda não havia sido decifrado por nenhum dos vários especialistas que o analisaram por mais de três séculos.

Os pesquisadores italianos utilizaram um algoritmo, o mesmo empregado por departamentos do governo para crackear códigos secretos, e conseguiram traduzir várias linhas da carta. Nela, estão escritas várias críticas à Igreja e à Santíssima Trindade. Há, inclusive, a afirmação de que Deus é uma invenção do ser humano e que a santíssima trindade é um "peso morto".


Trechos traduzidos da carta ainda não foram divulgados, mas o pouco conteúdo que se tem na mão é bastante confuso. Tanto que os especialistas acreditam que Tomasi pode ter sofrido de alguma espécie de transtorno mental, como esquizofrenia. A carta foi escrita usando uma mistura complexa de letras gregas, romanas e símbolos inventados.


infobae
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário