08/10/2017

Descoberta uma 'formiga do inferno', com mandíbulas de aço, na Birmânia



No tempo em que a Terra era o império de dinossauros enormes, houve uma série de criaturas, tão pequenas quanto fascinantes, que conseguiram se adaptar a um mundo difícil. Entre elas, um conjunto de formigas que a ciência catalogou sob o apelido de “formigas do inferno”.

Algumas espécies  encontradas em um âmbar extraído de Myanmar desenvolveram um chifre reforçado por metais. A descoberta surpreendeu a comunidade científica.

Formiga infernal
A formiga foi chamada de “Linguamyrmex vladi”. Ela utilizava as mandíbulas impressionantes para capturar e furar suas presas. O estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Nova Jersey, nos Estados Unidos, analisou um espécime enclausurado em âmbar há quase cem milhões de anos. O corpo dessa formiga apresenta uma espécie de chifre em forma de asa.

Nas últimas duas décadas, os especialistas conseguiram identificar outras seis espécies extintas. Os espécimes foram encontrados em pedaços de âmbar procedentes de Myanmar, França e Canadá. Em todos os casos, destacam-se as mandíbulas assustadoras e a alimentação, que diferem de qualquer formiga atual. De acordo com os cientistas, essas formigas teriam vivido em vastas regiões do planeta até, pelo menos, 20 milhões de anos atrás.

RT
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário