20/10/2017

Giuseppe Ferlini, o médico que destruiu 47 pirâmides egípcias para realizar sua ambição



Giuseppe Ferlini nasceu em 1797, na cidade de Bolonha, na Itália. Após deixar seu lar paterno em uma idade muito precoce, estudou medicina em diversas cidades europeias e percorreu grande parte do continente até que, acometido por uma série de tragédias pessoais, emigrou para o Egito em 1829.

No Egito, Ferlini protagonizou uma busca desesperada por antigos tesouros, que o levaria a destruir mais de 40 pirâmides na tentativa de obter ouro e joias.

Acompanhado por uma equipe de trabalhadores contratados para a missão, o bolonhês demoliu 47 pirâmides na cidade de Meroé, localizada na margem leste do rio Nilo. No entanto, descobriu-se que elas não continham nenhum tipo de tesouro.

Finalmente, Ferlini decidiu realizar sua busca na maior pirâmide da região, que, agora, conforme se sabe, continha os restos da rainha Amani-Xaquéto. Lá, ele encontrou inúmeros objetos de valor que foram transportados em segredo pelo Nilo e arrematados na Europa.

O valor arqueológico das pirâmides destruídas pelo italiano é incalculável.



la brújula verde
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário