02/10/2017

Hackers transmitem mensagem sinistra em emissoras de TV nos EUA



Na quinta-feira passada (21), às 11:05 da manhã, a Califórnia foi invadida por alienígenas. Ou quase isso. Uma transmissão ilegal com um minuto de duração interrompeu o sinal das operadoras de TV a cabo Cox e Spectrum. Surgiu uma faixa colorida degradê na tela, acompanhada da inscrição “alerta de emergência”. E uma voz sem fôlego falou:

“O programa espacial fez contato com… Ele não são o que dizem que são. Eles se infiltraram em… bem, em várias instalações militares, particularmente na Área 51. O desastres que estão vindo, os militares, o governo sabe deles.”
Tudo soou como uma imitação fundo de quintal de um filme apocalíptico de Michael Bay. A gravação, descobriu o Gizmodo, foi tirada de uma edição do programa de rádio norte-americano Coast to Coast que foi ao ar em 1997. O apresentador Art Bell, especialista em teorias da conspiração, atendeu à ligação de um ouvinte – que afirmou ser ex-funcionário da Área 51 e, chorando de desespero, soltou o parágrafo acima, que foi transmitido para o país todo. Foi trash até para os padrões do programa – que falava de ufologia quase todo dia –, e o radialista interrompeu a gracinha depois de alguns minutos. Mas o telefonema virou lenda e está no YouTube até hoje, com quase 3 milhões de visualizações.  
Outros telespectadores presenciaram uma interrupção parecida no mesmo horário, mas ouviram, em vez do papo sem noção entre Art Bell e seu ouvinte, a pregação de um cristão fanático: “tempos violentos estão chegando”.
“Eu me assustei, porque o volume aumentou muito”, contou a um jornal local Erin Mireles, que estava com a TV ligada quando tudo aconteceu. “Mas eu não pensei que havia algo errado, eu presumi que a transmissão tivesse sido hackeada. A TV voltou para o canal Bravo após alguns minutos.” As autoridades e as operadoras de TV a cabo envolvidas ainda não sabem quem foi o responsável pela peça – afinal, é pouco provável que tudo tenha sido um mero acidente.
Um representante da Cox explicou à imprensa que, todo mês, as estações de rádio norte-americanas simulam uma transmissão de emergência. É tudo rotina, para garantir que está tudo certo com a rede. As TVs a cabo também pegam esse sinal, que é anunciado por uma espécie de apito. Enquanto é feita a simulação, que dura apenas alguns segundos, a faixa colorida é exibida para não deixar a tela totalmente apagada. Um segundo apito anuncia o fim do teste, e a programação volta ao normal.  
Acontece que algo deu errado e o segundo apito não veio. O canal de áudio ficou aberto e hackers, de alguma forma, aproveitaram para infiltrar as vozes do ouvinte desesperado ou do pregador.
Agora as transmissões  já estão de volta ao normal. Quanto ao mundo, bem… ele não acabou. De novo. Ufa. Quem estiver curioso, pode ouvir o anúncio apocalíptico na reportagem de TV abaixo.

Bruno Vaiano
super

Nenhum comentário:

Postar um comentário