28/10/2017

Os amantes de Hasanlu - O beijo que já dura 2.800 anos



O sítio arqueológico Hasanlu está localizado no noroeste do Irã. As ruínas pertenciam a uma antiga cidade próspera que foi completamente destruída no século IX a.C. por invasores desconhecidos. Os cadáveres de seus habitantes ficaram espalhados pelas ruas e, com o passar do tempo, foram cobertos por escombros e terra.

Na década de 1970, um grupo de arqueólogos da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriu no local os restos ósseos de duas pessoas que seriam conhecidas como “os amantes de Hasanlu”.

Sabe-se, com certeza, que um dos esqueletos pertence a um homem de 22 anos; o outro corresponderia a uma mulher de aproximadamente 35 anos. Acredita-se que essas pessoas tenham morrido de asfixia ao ficarem confinadas em um espaço exíguo após o ataque à cidade. A posição de seus corpos indicaria que, no momento da morte, o casal estaria se beijando, em um gesto de intimidade que se conserva há 2.800 anos.  



supercurioso
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário