22/10/2017

Pessoas que observaram o último eclipse solar ganharam 'supervisão'



O eclipse solar do último dia 21 de agosto pode ter causado um efeito de “supervisão” noturna naqueles que o observaram. O fenômeno pôde ser visto em grandes regiões da América do Norte. 

De acordo com os cientistas que analisam os efeitos do eclipse, essa mudança na sensibilidade dos olhos pode estar relacionada a um dos receptores que cobrem as células da retina e que respondem a um neurotransmissor conhecido como ácido gama-aminobutírico.
Em um artigo publicado no site Biology Current, os pesquisadores explicam que esse receptor está presente na retina quando existe luz solar, para ajudar na percepção dos detalhes dos objetos, mas que desaparece durante a noite. Aparentemente, a mudança brusca na luminosidade que as testemunhas do eclipse vivenciaram poderá ter influenciado no desenvolvimento dessa supercapacidade de visão noturna, ao permitir que o transmissor continuasse funcionando na escuridão.

Os cientistas insistem que observar o Sol diretamente, mesmo durante o eclipse, pode causar danos irreversíveis à visão e que as melhorias na visão noturna só são observadas em pessoas que assistiram ao fenômeno com a proteção adequada.

RT
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário