22/11/2017

Antepassados do homem africano tinham a pele clara


Geneticistas da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriram que os genes responsáveis pela cor da pele sofreram uma mutação muito tempo antes de os antepassados do homem moderno terem migrado da África.
Até pouco tempo, a ciência acreditava que os antepassados do homo sapiens tinham a pele negra quando abandonaram, pela primeira vez, o continente africano – o que teria ocorrido entre 200 e 300 mil anos atrás.

Essa teoria sugere que a cor de pele dos nossos antepassados embranqueceu por causa de um processo de adaptação às novas condições climáticas. No entanto, o novo estudo genético coloca em dúvida essa concepção clássica.

Na verdade, a teoria derruba a ideia de que uma raça tem raízes biológicas, ao concluir que existem variantes em seis tipos de genes (SLC24A5, MFSD12, DDB1, TMEM138, OCA2 e HERC2), assim como em suas mutações, o que comprova que, na África, já havia antepassados do homem com pele clara.
 

Science Mag
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário