01/11/2017

O que faz a fama dos vinhos mais caros do mundo?



O que mais conta para a valorização comercial de um vinho é o terroir: combinação de solo, relevo, clima e práticas de cultivo. É isso que confere a cada vinho características únicas, impossíveis de serem copiadas em outro local.

A garrafa mais cara já vendida foi uma de 6 l do Screaming Eagle Cabernet Sauvignon 1992, por US$ 500 mil, em 2000.

TRINCA VALIOSA
Os três vinhos mais caros do mundo

Romanée-Conti Grand Cru
Côte de Nuits, França – de US$ 13,9 mil a 93,5 mil.

(Wine Searcher/Reprodução)


Scharzhofberger Trockenbeerenauslese
Mosel, Alemanha – de US$ 10,3 mil a 31,8 mil.

(Wine Searcher/Reprodução)


Domaine Leroy Musigny Grand Cru
Côte de Nuits, França – de US$ 7,1 mil a 21,4 mil.

(Wine Searcher/Reprodução)


Fonte: Mauricio Roloff, sommelier do Ibravin, e Wine Searcher.

oráculo
super

Nenhum comentário:

Postar um comentário