23/03/2018

ESCÂNDALO NA APMC DE COLOMBO - Tesoureira denuncia Presidente e diretoria por diversas irregularidades



Os professores e funcionários da Educação do município de Colombo encontram-se estarrecidos e sem saber o que pensar nas últimas 24 horas....

Tudo porque a tesoureira da APMC, associação representativa da classe em Colombo, denunciou o presidente da entidade e demais membros da diretoria por diversas irregularidades GRAVÍSSIMAS.
Nesta quinta (22), foi convocada um assembléia da categoria na sede da APMC, com baixíssima adesão por parte dos associados...
E MAIS BAIXÍSSIMA foi a assembléia ordinária em si...
A tesoureira, Silmara Mayer, escancarou para os presentes todas as possíveis irregularidades (vide vídeo abaixo), com extrema sobriedade em suas palavras, não recuou um milímetro em seu posicionamento.
O que mais estarrece é o fato de a mesma, ser por muitos anos considerada pelos associados como braço direito do presidente da APMC, Claudinei Duarte.
Os principais tópicos levantados pela tesoureira foram:
DESVIO DE RECURSOS
FALTA DE TRANSPARÊNCIA NAS CONTAS
FALSIFICAÇÃO DE ASSINATURAS EM DOCUMENTOS OFICIAIS
USO DE DINHEIRO DOS ASSOCIADOS PARA GASTOS FORA DO QUE DETERMINA A ENTIDADE (RAÇÃO PARA CACHORRO, ETC..)
USO DE DINHEIRO DOS ASSOCIADOS PARA COMPRA DE CAPINHA DE CELULAR PARA A SECRETÁRIA DA ENTIDADE (QUE NÃO É ASSOCIADA) NO VALOR DE R$ 100,00 (A MESMA É ESPOSA DO PRESIDENTE), ALÉM DE PELÍCULA DE VIDRO E CONTA CORPORATIVA DE CELULAR
USO INDEVIDO DE RECURSOS DO FUNDO DE MOBILIZAÇÃO DOS ASSOCIADOS.
Outro questionamento feito, foi o de não haver eleições na APMC, porque o presidente mudou o estatuto e determinou que somente haverá eleições quando a APMC virar sindicato (ou seja, nunca. Terá mandato vitalício o edil...).
O presidente, aproveitando o baixíssimo quórum presente, não acatou as denuncias da tesoureira, disse que ela que procurasse o Ministério Público e determinou a votação da prestação de contas.
O resultado foi de 19 votos à favor da aprovação e 12 votos contrários. O que chamou a atenção é que o mesmo conseguiu estes 19 votos, porque contou com o seu voto próprio e da sua diretoria ali denunciada pela tesoureira.
Ou seja, mesmo com a ínfima presença de associados, ele perderia a votação, se sua diretoria não fosse quase a maioria dos votos presentes....
Minha opinião pessoal?
A tesoureira deve sim levar tudo o que tem em mãos ao Ministério Público.
Os demais associados devem exigir uma auditoria totalmente independente na associação.
E por que não uma eleição na associação?
Assista ao vídeo da assembléia da APMC e tire suas próprias conclusões:


E após a assembléia, a tesoureira, Silmara, gravou uma mensagem aos associados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário