31/03/2018

Jesus Cristo era uma pessoa feliz?


Apesar de as descrições bíblicas de Jesus serem basicamente as mesmas no mundo todo, as respostas para a pergunta “Jesus era feliz?” costumam variar bastante.
Pesquisadores descobriram que as pessoas têm opiniões diferentes sobre essa questão dependendo do país e da cultura vigente. A imagem de Cristo pode ser construída culturalmente para preencher um ideal existente, ou pode refletir a autoimagem de um indivíduo.

As pessoas nos Estados Unidos tendem a considerar que Jesus era extrovertido, amigável, bondoso e carinhoso. Já os coreanos associam Cristo mais aos conceitos de sofrimento, sacrifício e piedade, de acordo com um estudo publicado no Journal of Research in Personality.
Respostas para essa simples questão diferem tanto devido a fatores complexos, como história de vida, cultura e até mesmo a genética. “Norte-americanos encontram bem mais desconhecidos do que outros povos, então eles precisam ser mais extrovertidos do que japoneses, coreanos e outros, que tendem a interagir com menos interlocutores”, diz Shigehiro Oishi, um dos autores do estudo. “No fim, felicidade, extroversão e bondade são qualidades valorizadas entre os americanos, e a visão deles de Jesus reflete essas características”, explica.
Os pesquisadores escolheram americanos e coreanos para seu estudo porque grande parte da população dos dois países se identifica como cristã. Os americanos associaram Jesus principalmente a características positivas, enquanto os coreanos frequentemente o associavam à dor. De acordo com Oishi, isso ocorre devido à influência do budismo na Coreia.
“O budismo surgiu de uma condição social bastante difícil”, diz Oishi. “A maioria das pessoas estava sofrendo. O objetivo principal do budismo era reduzir a dor e o sofrimento. Como o cristianismo foi introduzido muito depois do budismo na Coreia, os aspectos do cristianismo que mais tinham identificação com o budismo foram enfatizados no país”, completa.

Seeker
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário