06/03/2018

Ministros podem 'forçar' Carmen a pautar prisão em 2° instância


Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) acreditam que colegas que têm em mãos casos que discutem a prisão em segunda instância vão acabar levando o tema à mesa do plenário —o que obrigaria a presidente da instituição, Cármen Lúcia, a colocar o assunto em votação.
Ela tem dado sinais de que não pretende pautar o assunto, que afeta diretamente o ex-presidente Lula —mas não apenas ele.
Na semana passada, senadoras do PT e de partidos de esquerda chegaram no gabinete de Cármen Lúcia sem avisar para pedir que ela pautasse o habeas corpus em que Lula pede para não ser preso.
O ministro Ricardo Lewandowski participou da conversa.
Ela disse que consideraria os apelos, sem se comprometer com uma decisão.
As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

Brasil 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário