05/05/2018

Primeiro hotel no espaço cobrará diárias de 792 mil dólares



A Orion Span, startup de Houston, no Texas, Estados Unidos, planeja construir uma estação espacial, a Aurora Station, para oferecer aos hóspedes uma experiência parecida à dos astronautas. O espaço de 10m X 4m acomodará quatro viajantes e dois tripulantes. A estadia de 12 dias a cerca de 300 quilômetros acima da Terra custará 9,5 milhões de dólares por pessoa – ou seja, diárias de 792 mil dólares. A expectativa da empresa é que o hotel fique pronto em 2021.

Segundo o fundador da startup, Frank Bunger, os hóspedes farão um curso de preparação de 3 meses, além de estudar voo espacial básico, mecânica orbital e vida em ambientes pressurizados no espaço. Em um comunicado para a imprensa, a empresa afirma que “os viajantes desfrutarão de uma experiência em gravidade zero, terão uma visão da aurora boreal e austral, sobrevoarão suas cidades, participarão de experimentos, como o cultivo de alimentos em órbita, farão simulações em realidade virtual e manterão contato com seus amigos e familiares por meio do acesso a uma internet de alta velocidade”.
A Orion Span não seria a primeira empresa a oferecer viagens ao espaço. Viajantes milionários já voaram até a ISS (International Space Station) pelo programa espacial russo, que também pretende lançar um hotel no espaço, em 2022.
Bunger fez o anúncio do projeto no Space 2.0 Summit, evento realizado no início de abril, na Califórnia, e disse que seus clientes ficarão apaixonados pelo espaço e pelo estudo da astronomia. “Não estamos vendendo uma experiência equivalente a ‘vamos à praia’ no espaço. Estamos vendendo a experiência de ser um astronauta. E sabemos que há pessoas dispostas a pagar por isso”, declarou o empresário.

the guardian
seuhistory

Nenhum comentário:

Postar um comentário