24/09/2018

Caravana Resgate da Educação ganha adesão em todas as regiões do Paraná

Eliana: "Eu e o João vamos resgatar a educação do Paraná"


Enquanto o candidato a governador João Arruda (MDB) mantém uma intensa agenda de encontros com representantes de todos os segmentos econômicos e sociais, a candidata a vice, Professora Eliana Cortez, leva a Caravana Resgate da Educação a todas as comunidades dos Núcleos Regionais de Educação (NREs). "Eu e o João temos muito que fazer para recuperar as estruturas e a autoestima dos professores, fundamentais para um ensino de qualidade", disse.
Na manhã deste sábado (22), Professora Eliana fez uma reunião em Pato Branco (Sudoeste do Paraná), na sede regional da APP Sindicato, com cerca de 150 professoras e funcionárias de escolas. Em seguida passou por Chopinzinho, onde foi recebida com uma carreata e depois reuniu cerca de 400 pessoas, entre lideranças políticas, professores e a comunidade em geral. "Os educadores estão cada vez mais engajados na campanha do João Arruda. Nos encontros, buscamos motivá-los, aumentando assim seus esforços em busca da vitória", ressaltou.
 
Eliana quer se encontrar, durante a campanha, com as comunidades escolares dos 32 NREs do Estado. Nas reuniões, ela apresenta o plano de governo de João Arruda para a educação. "As pessoas, em sua maioria professores, apresentam sugestões essenciais para resgatarmos a educação como era na gestão do ex-secretário Maurício Requião", disse.
 
Professora Eliana aproveita os encontros para lembrar do Massacre de 29 de abril de 2015, quando o governo Beto Richa e Ratinho Junior ordenou uma surra nos professores em pleno Centro Cívico de Curitiba. "Naquele episódio, nossa categoria demonstrou uma união incrível na luta em defesa dos nossos direitos".
 
"Os professores podem e vão se unir novamente para evitar a continuidade deste governo tão nocivo ao Estado", ressaltou Eliana. A candidata a vice afirma ainda que, sem os desvios de recursos e com gestão eficiente, será possível concluir as escolas novas que não saíram do papel devido esquemas como o investigado na Operação Quadro Negro, que identificou o roubo mais de R$ 20 milhões da educação.

#JoãoArruda15

Nenhum comentário:

Postar um comentário