19/09/2018

João Arruda mostra propostas para destravar a infraestrutura paranaense em sabatina na FIEP


Em sabatina realizada nesta terça-feira (18) pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), no Campus da Indústria, em Curitiba, o candidato do MDB ao Governo do Estado, João Arruda, listou alguns de seus projetos para alavancar a infraestrutura do Paraná e, desta forma, eliminar os gargalos que atrapalham o desenvolvimento do setor produtivo no Estado. Entre as ideias trazidas no plano de governo de Arruda está o andamento de um projeto já aprovado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para o Porto de Paranaguá, a viabilização da construção de quatro viadutos e de oito novos berços, além da duplicação das vias de acesso ao porto.
Para o pedágio, o candidato do MDB sugere um novo modelo, aliado à tecnologia, para que todas as ações estejam no Portal da Transparência. “A Fecomércio, representada pelo atual candidato a vice-governador do Ratinho Jr, Darci Piana, votou favorável à prorrogação dos contratos de pedágio e nós votamos contra no Congresso Nacional. Vamos estudar juntos e decidir juntos o melhor para o nosso estado”, afirmou.
 
Desenvolvimento econômico
 
Sobre o desenvolvimento do Estado, João Arruda disse que é preciso ouvir as demandas de cada região para fomentar suas potencialidades. “Todos os prefeitos dos 399 municípios serão bem recebidos no Palácio Iguaçu e tratados com igualdade, independente da sigla partidária”.
 
O emedebista planeja ainda incentivar as empresas que se instalarem nos municípios com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). “Trocar impostos por empregos, especialmente para os jovens que estão em busca do primeiro emprego, é nossa meta”.
 
Uma das primeiras medidas será a revogação da lei que permite ao Governo retiradas mensais do Fundo de Previdência para pagar os aposentados. “Não quero que o Paraná se torne um Rio Grande do Sul ou Rio de Janeiro, que estão no vermelho e não conseguem pagar seus servidores”.

Arruda lembrou ainda que o governo precisa ser democrático e acessível. “O eleitor deve ficar atento aos ataques infundados feitos durante a campanha, pois isso mostra como será o nível da próxima gestão. Um governo sem demagogia e promessas eleitoreiras. Não tenho a cara de pau do meu adversário, de visitar sete vezes a Rodovia dos Minérios e não dar início às obras”, falou João Arruda, sobre promessas feitas pela atual gestão que nunca saíram do papel.
 
Carta de propostas
 
Durante a sabatina, a FIEP apresentou a João Arruda um documento com propostas para o desenvolvimento do setor, inspirado no Master Plan de Competitividade para a Indústria Paranaense 2031, estudo elaborado por lideranças do setor com base nas demandas da indústria. As 100 ações prioritárias foram distribuídas em 30 desafios que devem ser trabalhados nos próximos anos. As propostas foram divididas em 12 fatores-chave que influenciam de forma determinante a competitividade da indústria, como a educação, meio ambiente, infraestrutura, relações de trabalho, política econômica, gestão pública, mercados, inovação e entre outras. Entre os temas abordados estão a promoção da educação de qualidade e em tempo integral.

#JoãoArruda15

Nenhum comentário:

Postar um comentário