04/10/2018

Justiça obriga rádio de Ratinho a veicular inserção obrigatória de João Arruda que não foi levada ao ar



O Tribunal Regional Eleitoral obrigou a Rádio Massa FM, propriedade do candidato Ratinho Jr, a veicular programas de rádio do candidato João Arruda que não foram ao ar entre 8 e 11 de setembro último. O juiz Ricardo Augusto Reis de Macedo reconheceu que a emissora não cumpriu a legislação eleitoral, que prevê inserções eleitorais ao longo da programação das rádios comerciais.

A decisão reconhece a denúncia da Coligação Paraná: Emprego, Educação e Combate à Corrupção, do candidato ao governo do Paraná João Arruda. A chapa liderada pelo MDB apresentou evidências de que a rede de rádios Massa FM estava sabotando as inserções comerciais de João Arruda previstas na lei eleitoral.
De acordo com o controle de mídia feito pelo departamento jurídico da campanha, nos dias 9 e 10 de setembro não foi veiculada nenhuma das cinco inserções a que tinha direito candidato João Arruda. No mesmo período, os candidatos Cida Borghetti e Ratinho tiveram todo o material transmitido.

"Esse episódio de desrespeito às normais eleitoras configura um evidente abuso de poder por parte da emissora do candidato Ratinho Júnior, um artifício sorrateiro para obter vantagens eleitorais”, aponta o coordenador jurídico do MDB, Luiz Fernando Delazari.

Ainda que a Justiça tenha obrigado a Massa FM a veicular o material, a campanha de João Arruda entende que segue prejudicada, pois as mensagens serão transmitidas fora do horário previsto.


#JoãoArruda15

Nenhum comentário:

Postar um comentário