19/03/2019

NÃO ACORDEM O GILMAR - Beto 'malvadeza' Richa é preso de novo.



Beto 'malvadeza' Richa foi preso pela terceira vez na manhã desta terça-feira, 19 (e já pode pedir música no fantástico)... 

NÃO ACORDEM O GILMAR, porque corre o risco de ele impetrar um 'habeas Corpus' urgente para livar o moçoilo da cana pela 3° vez...
Sua prisão foi efetuada pelo GAECO  (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), braço forte do MPPR (Ministério Público do Paraná).
Segundo informações de agências de notícias,  Beto 'malvadeza' Richa foi preso em casa, no bairro Mossunguê, em Curitiba.
Juntos com ele foram presos o ex-secretário especial de Cerimonial e Relações Exteriores do Paraná, Ezequias Moreira, e o empresário Jorge Atherino, 'suposto' operador financeiro do Beto 'malvadeza' Richa.
O coordenador do Gaeco Leonir Batisti e mais quatro policiais foram os autores da prisão. 
Cumpriram mandados de busca e apreensão na casa de Beto 'malvadeza' Richa e também em imóveis da família Richa em Caiobá, no litoral do Paraná e em Porto Belo, Santa Catarina.
Desta vez a prisão foi em decorrência da  Operação Quadro Negro, aonde é investigado o desvio de mais de R$ 20 milhões em recursos das escola públicas do Paraná. 
Estas fraudes ocorreram em conluio com a construtora Valor, através de aditivos em contratos, todos autorizados pelo governo, segundo informações do Ministério Público.
As delações de Eduardo Lopes de Souza dono da Valor e do ex-diretor da Secretaria de Educação, Maurício Fanini, foram decisivas para o MP chegar a estes valores e responsáveis.
Desta vez a prisão de Beto 'malvadeza' Richa é preventiva, por tempo indeterminado, por estar coagindo as testemunhas, segundo informações levantadas.
Gilmar Mendes, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), havia concedido salvo conduto para Beto 'malvadeza' Richa, garantindo que ele e sua família não fossem presos, mas, vale para as Operações Integração, que investiga fraudes em pedágio e Operação Rádio Patrulha, que investiga desvios no programa Patrulha do Campo.
A última vez que Beto 'malvadeza' Richa foi preso, foi dia 25 de janeiro, em decorrência da 58° fase da Operação Lava Jato. 
Sendo solto apenas uma semana depois, por decisão do ministro João Otávio de Noronha,  presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Quanto tempo ele ficará preso desta vez?
Façam suas apostas...
E deixamos aqui uma singela sugestão de música:


Nenhum comentário:

Postar um comentário