25/07/2019

Petrobras privatiza BR Distribuidora e arrecada R$ 8,6 bilhões



A Petrobras anunciou a venda nesta nesta terça-feira (23/07) de 30% das ações da subsidiária BR Distribuidora por 8,6 bilhões de reais, reduzindo sua participação na empresa de 71,25% para 41,25%, de acordo com um comunicado enviado ao mercado financeiro. Cada ação foi vendida a 24,50 reais.

A participação da estatal na subsidiária de postos de combustíveis pode ser ainda mais reduzida, para 37,5%, com a colocação no mercado de um lote adicional de papéis nos próximos dias. A arrecadação total pode chegar a 9,6 bilhões de reais.
Com a venda das ações, o controle da subsidiária responsável pela distribuição de combustíveis passa a estar em mãos privadas. A Petrobras já havia vendido 28,75% das ações da BR Distribuidora por cerca de 5 bilhões de reais em 2017, quando a subsidiária ainda era 100% estatal.
Aprovada pelo conselho de administração da Petrobras em maio, a venda dos papéis da distribuidora – a maior do Brasil, com cerca de sete mil postos de distribuição em todos os estados brasileiros e mais de 27% de participação no mercado – faz parte do plano de desinvestimentos da estatal, visando arrecadar recursos para quitar dívidas e se concentrar na exploração do pré-sal.
A venda é parte também da visão de um Estado reduzido, seguida pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, cuja equipe econômica é liderada pelo ministro Paulo Guedes. No caso da Petrobras, o presidente diz ser a favor de que o núcleo da companhia continue sob controle estatal, enquanto defende que algumas de suas subsidiárias sejam privatizadas.
A operação anunciada nesta terça foi tida como um sucesso, com uma demanda quatro vezes maior do que a oferta inicial. Ela só foi possível depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que liberou a privatização de subsidiárias de estatais sem a necessidade de aprovação pelo Congresso.

conteúdo
DW

Nenhum comentário:

Postar um comentário