04/10/2019

Cientistas descobrem como as bactérias conseguem "enganar" os antibióticos



A Organização Mundial da Saúde apontou a resistência aos antibióticos como uma das maiores ameaças à saúde e ao desenvolvimento global. Agora, cientistas descobriram como as bactérias conseguem enganar esses medicamentos. De acordo com um novo estudo, elas simplesmente se camuflam, tornando-se praticamente imperceptíveis para drogas como a penicilina.

Pela primeira vez os pesquisadores observaram que as bactérias podem mudar de forma enquanto estão presentes no corpo humano. Elas fazem isso escondendo suas paredes celulares dentro de si mesmas. O estudo da Universidade de Newcastle, na Inglaterra, aponta que quando as bactérias ocultam a parede celular, os antibióticos não conseguem achá-las, o que pode causar a resistência aos medicamentos.
No estudo, os cientistas usaram tecnologia de ponta para analisar amostras bacterianas de pacientes idosos com infecção urinária recorrente. De acordo com os pesquisadores, as paredes celulares são as responsáveis por dar um formato regular para as bactérias (como de haste ou esfera, por exemplo), fortalecendo-as, mas deixando-as perceptíveis aos "inimigos". Por isso, quando estão na presença de antibióticos, as bactérias se camuflam e assumem uma forma de "L".   
A pesquisadora Katarzyna Mickiewicz comparou as paredes celulares das bactérias a jaquetas de alta visibilidade (aqueles coletes fluorescentes usados para evitar acidentes noturnos). Elas servem para a proteção das bactérias, mas, por outro lado, as deixam muito visíveis para o sistema imunológico e para os antibióticos. Então, na presença dos antibióticos elas mudam de forma (o que equivale a tirar as "jaquetas") e escondem-se. "Nesse formato, tanto o corpo quanto os antibióticos não conseguem reconhecer facilmente as bactérias, e por isso não as atacam", disse Mickiewicz, que liderou o estudo. A descoberta pode resultar em novos tratamentos capazes de driblar a camuflagem das bactérias.

conteúdo
Independent
historyplay

Nenhum comentário:

Postar um comentário