11/03/2020

Candidato em declínio ataca a liberdade de expressão e imprensa em Colombo



A campanha em Colombo já começou faz tempo e principalmente na esfera jurídica...

O eterno candidato com uma aposentadoria de Marajá árabe, Helder aposentado Lazarotto, declarou guerra contra a mídia, imprensa e blog's em Colombo...
Mesmo estando em campanha a mais de oito anos, o aposentado não decola na preferência do eleitorado, pelo contrário, tem caído vertiginosamente e arrisca a humilhação nas urnas em outubro, com isso resolveu de maneira rasteira e nada cívica, abrir os mais variados tipos de processos judiciais contra tudo e contra todos...
Só um detalhe, não tem procurado a Justiça de forma natural, mas sim a Justiça Especial (antigo Pequenas Causas), para não pagar incumbências jurídicas...Ao fazer isso, achou que ia intimidar e dar um cala boca na mídia, mas, a estratégia deu muito errada e o "jovem" moçoilo aposentado só despencou depois disso...
Aí, como que em um golpe de mágica, apareceram as mais calabrosas páginas nas redes sociais atacando todo mundo e defendendo o aposentado, mas, jurando que não tem qualquer vínculo com ele.... Sei...
O "jovem" aposentado (que nunca fez concurso público), com sua caterva, bate geral, faz vídeos nas redes sociais, onde se apropria indevidamente de conquistas alheias em seus vídeos patrocinados (com sua aposentadoria igual a de marajá?), tem um séquito de fakes que atacam todos e defendem ele ( que jura de pés juntos que não sabem quem são) e não aceita que falem nada de seu nome ou processa no Juizado Especial...
No que depender de mim, vai me processar muito ainda, porque não é um candidato aposentado que nunca fez concurso público que vai me amedrontar ou intimidar.
Esse espaço sempre está aberto para o direito de resposta e o direito ao contraditório, até mesmo para o "jovem" aposentado com salário de marajá árabe que nunca fez concurso público.
Os processos não irão fazer o eleitorado mudar de idéia e resolver votar no aposentado, até porque se, em oito anos não conseguiu angariar eleitores, não será agora que irá conseguir.
Atacar a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa é típico de pessoas autoritárias, covardes e amorais.
Com a pior chapa de vereadores, com a pior coordenação de campanha, sem propostas concretas, sem apoiadores capacitados, com o pior vice já definido e sem coragem de ir para o debate cara a cara, o "jovem" aposentado que nunca fez concurso público e com salário igual ao de um marajá árabe, corre o risco de fazer menos votos que Jota condenado Camargo faria se saísse candidato....

O direito de resposta é uma garantia constitucional, calar a boca e intimidar, comigo jamais acontecerá.

Nenhum covarde vai me calar.

 

MARAJÁ -
substantivo masculino


1.
título dado aos príncipes feudais da Índia [Hoje, o título é meramente honorífico.].
2.
por extensão•brasileirismo
funcionário público ou de empresa pública cujo salário e demais vantagens são exorbitantemente altos. 



P.S.: Este texto foi escrito no dia 10 de março, às 20:00 horas e programado para ir ao ar às 11:00 do dia 11 de março. Devidamente divulgado pela equipe de trabalho do jornalista, equipe essa que gerencia suas páginas sociais, mas, com inteira responsabilidade do jornalista que vos escreve.


Nenhum comentário:

Postar um comentário