05/05/2020

Militares "escanteiam" Bozonazi e dizem que ficam do lado da Constituição e da Democracia



Bozonazi, o demente, psicopata e aprendiz de genocida, foi escanteado pelo Exército, Marinha e Aeronáutica.

Os militares não apoiarão seu delírio lunático e de seus dementes apoiadores de tentar um golpe contra o Brasil.
Na segunda-feira (04) mesmo, após o antípoda da democracia, Bozonazi dizer que os militares estão ao seu lado, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, emitiu uma nota para dizer que a Marinha, o Exército e a Aeronáutica têm compromisso com a democracia. “As Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade. Este é o nosso compromisso”.
No documento, o ministro também tratou de inaceitável agressão contra profissionais da imprensa, como as que ocorreram no domingo, em Brasília, em um ato contra o Supremo e o Congresso Nacional que teve o apoio do presidente Bolsonaro.

Eis a íntegra da nota:
As Forças Armadas cumprem a sua missão Constitucional. 
Marinha, Exército e Força Aérea são organismos de Estado, que consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País.
A liberdade de expressão é requisito fundamental de um País democrático. No entanto, qualquer agressão a profissionais de imprensa é inaceitável.
O Brasil precisa avançar. Enfrentamos uma Pandemia de consequências sanitárias e sociais ainda imprevisíveis, que requer esforço e entendimento de todos.
As Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade. Este é o nosso compromisso.
Fernando Azevedo e Silva Ministro de Estado da Defesa

com conteúdo de
El País
Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário