05/06/2020

PANDEMIA CORONAVÍRUS - Bolsonaro leva Brasil para 3° lugar mundial em número de mortes



Enquanto Bolsonaro continua agindo com total descaso para com as vidas perdidas, mostrando diariamente sua psicopatia, demência e tendências genocidas, com atraso nesta quinta (04), o governo divulga mortes pela covid-19 no Brasil: novo recorde de óbitos (1.473) e de casos (mais 30.925) notificados em 24 horas. Mais de 34.000 pessoas já morreram oficialmente por causa da pandemia no país. São Paulo prevê realizar 200.000 testes rápidos até a semana que vem. Chavismo e oposição chegam a um acordo para enfrentar a pandemia na Venezuela. Sete governadores brasileiros já foram infectados pelo vírus. Autópsia revela que George Floyd estava com coronavírus.

Sete governadores foram infectados pelo vírus Sars-Cov-2. Estimulado pelo Governo Bolsonaro, vários Estados flexibilizam as medidas de isolamento social e veem subir a curva de contaminação. Enquanto isso, a retomada econômica sobrecarrega milhões de mulheres no país, obrigadas a retornar ao trabalho presencial enquanto as aulas dos filhos ainda não voltaram. George Floyd, o ex-segurança afro-americano morto aos 46 anos em uma batida policial nos EUA, estava infectado com o novo vírus, segundo revelou uma autópsia divulgada nesta quinta-feira. A covid-19 não está, entretanto, entre as causas do óbito, que motivou a maior onda de protestos antirracistas dos Estados Unidos em mais de 50 anos.
Brasil distribuiu até o momento 3.129.808 testes PCR aos Estados, informa o Ministério da Saúde. Laboratórios públicos coletaram 752.448 exames. E, desses, 556.094 foram analisados. A média de exames realizados é de 36.325 por semana.
A pasta diz que, entre testes laboratoriais e rápidos, foram realizados 1,8 milhão de exames no país. E solicita que gestores cadastrem no sistema também os resultados de testes rápidos para que sejam incluídos na análise epidemiológica.

com conteúdo
El País

Nenhum comentário:

Postar um comentário