19/09/2020

Vikings de cabelos escuros? Análise de DNA revoluciona o que se sabe sobre esse povo


 

A imagem que temos dos vikings é de um povo tipicamente escandinavo, com cabelos loiros esvoaçantes. Mas uma nova pesquisa começa a desmontar esse conceito. Análises de DNA indicam que eles eram muito mais geneticamente diversos do que se imaginava.

Durante seis anos, os pesquisadores fizeram o sequenciamento de DNA de 442 esqueletos de homens, mulheres e crianças vikings. Entre os principais achados, o estudo revela que os membros daquele povo não eram exclusivamente escandinavos e que alguns tinham cabelos escuros. Muitos deles apresentavam traços genéticos do sul da Europa e até mesmo da Ásia.

"Geneticamente, não sabíamos como eles realmente se pareciam até agora", disse o geneticista Eske Willerslev, vinculado às universidade de Cambridge e de Copenhagen. "Nossa pesquisa desmascara até mesmo a imagem moderna dos vikings com cabelos loiros, já que muitos tinham cabelos castanhos e foram influenciados pelo influxo genético de fora da Escandinávia", completou.

Outra descoberta importante indica que enquanto alguns indivíduos eram vikings de nascimento, outros adotaram a cultura daquele povo. Segundo os pesquisadores, esqueletos encontrados em famosos cemitérios vikings na Escócia eram, na verdade, de pessoas locais que podem ter assumido a identidade viking. "Os resultados mudam a percepção do que realmente significava ser um viking. Os livros de história precisarão ser atualizados", afirmou Willerslev.


conteúdo
Universidade de Cambridge
Eurekalert
The Guardian
Live Science
seu history

Nenhum comentário:

Postar um comentário